m

Casa Treliça

Localização

São Paulo - SP

Tipo

Residencial

Ano

2020

Área

464m2

Fotografia

Nelson Kon

Autor 1

Ana Terra Capobianco

Autor 2

Fernanda Neiva

Os escritórios de arquitetura Terra Capobianco e Galeria Arquitetos são responsáveis pelo programa da Casa Treliça, uma construção de 464 m² no Alto de Pinheiros, São Paulo. O projeto parte da necessidade de aproveitamento das delimitações de construção do terreno, e versatilidade no uso dos elementos e cômodos da casa.

O exercício arquitetônico inicia-se na concepção estrutural. A intenção do projeto foi resolver, com poucos elementos, uma construção rápida e seca, em estrutura metálica, laje steel deck e fechamentos em steel frame. Além da racionalidade dos sistemas construtivos, a arquitetura procurou produzir um espaço amplo e totalmente integrado com a paisagem circunscrita no lote de 533,35 m².

Para isso, foram projetadas três treliças metálicas, duas nas extremidades longitudinais do volume principal, permitindo um vão de 15 metros contínuos livre de apoios na área social e a terceira no sentido transversal da largura total do terreno, configurando o volume suspenso da edícula de 14 metros de vão livre.

As salas de estar e jantar podem ser completamente abertas com painéis de correr de vidro, permitindo total integração com a varanda, piscina e o jardim. Um caminho projetado com pisadas de concreto moldado in loco percorre o jardim até a área de lazer, com sauna e churrasqueira localizados sob a treliça da edícula.

Para alcançar um melhor aproveitamento visual do terreno, menos de 1/5 da área do térreo possuem vedações opacas, produzindo uma sensação de amplitude potencializada pelo pé direito de três metros do pavimento térreo.

Uma escada metálica conduz ao primeiro pavimento, onde a treliça é revelada a contraluz do material translúcido thermoclick – chapa de policarbonato. Uma sala comum distribui para as quatro suítes; duas delas projetadas de forma flexível a servir inicialmente para o casal, com dois banheiros e dois closets e uma sala intima além do dormitório.

Na edícula, o primeiro pavimento abriga a sala de ginásticas e a suíte para hóspedes. Os dormitórios são face leste e oeste, com venezianas em ripas verticais de pinus autoclaváveis e carbonizados, para garantir durabilidade e resistência as intempéries.

Na fachada norte, o thermoclick garante resistência térmica, além de agilidade de montagem com painel autoportante de encaixe macho e fêmea. As quatro faces delimitam um volume único retangular de fachada dupla, desmontável e eficiente.

Com o propósito de se tornar sustentável, foram utilizadas placas fotovoltaicas para o aquecimento solar da piscina, além de caixas d’água, sendo uma destinada exclusivamente aos vasos sanitários, abastecidas pela água de reuso da cisterna de 20 mil litros enterrada sob a garagem da residência. A casa também conta com irrigação automatizada para o jardim, proveniente de água da chuva.

A residência foi certificada pelo Green Building Council Brasil, referência nacional em construção sustentável, conforme diretrizes estabelecidas no GBC Brasil Casa no nível prata.

outros projetos

Betc Havas Café

Apto Alvorada

Casa dos Cajueiros

Casa Treliça

Anexo Capobianco